sexta-feira, 8 de julho de 2011

NÃO TENHO MEDO DAS TUAS INSEGURANÇAS



NÃO TENHO MEDO DAS TUAS INSEGURANÇAS
(Victtoria Rossini)

Não tenha medo!
Não quero um super homem...


Homens muito seguros de si são perigosos.
Eles se confiam tanto no que são
E no que sabem sobre mulheres
Que não conseguem ver do seu lado
As reais necessidades
As ideias e sentimentos
Que temos dentro de nós

Um pouco de insegurança
Sempre faz bem...
Faz com que eles realmente nos olhem
Nos analisem
Nos percebam

Quando estão inseguros
Estendemos as mãos
E sabemos que eles se ocupam
E se preocupam
Conosco e com a relação.

Seja você mesmo
Foi esse homem que você é
Que me encantou.

2 comentários:

Ricardo Barras disse...

Amiga Victtoria,

O peito custa tanto a bater, neste ressequido invólucro de costelas.

Eu assim amei (ou pensei amar)... até que a insegurança foi tamanha que me levou à segurança de algo errado.

A insegurança a mais também não é boa.

Gostei muito do poema! :)

Victtoria Rossini Poesias disse...

É Ricardo...

Alem de nunca sabermos o que se passa (realmente ) pela cabeça do outro, não podemos prever, nem julgar se ter , ou não ter alguem que se ama e se quer seja melhor ou pior para nós :D
Na duvida: Siga tua estrada, aprenda o máximo, produza o impossivel e seja feliz :)
bjs e obrigada pela vistita que adoro
\o/